INÍCIO / Ativismo / Youtube e a saga contra a liberdade de expressão

Youtube e a saga contra a liberdade de expressão

O Youtube postou em seu blog oficial que vai limitar o acesso daqueles vídeos que considerar extremista, mesmo que não violem os termos e políticas do site.

A notícia deriva da tentativa do Youtube, que já ocorre há um bom tempo, de combater o terrorismo, dificultando a ascensão de conteúdos que façam alguma apologia ao terror em sua rede social.

O Youtube tem conseguido atingir essa meta com relativo sucesso, se utilizando principalmente de sua tecnologia de inteligência artificial para detectar conteúdos de extrema violência e relacionados ao terrorismo.

Sim, a inteligência artificial também pode errar na detecção de conteúdo que o Youtube considere “impróprio”, e talvez o recente caso de bloqueio da conta do professor Jordan Peterson aqui no Youtube — que ficou famoso por se recusar a utilizar pronomes de gênero neutro —, tenha sido um desses casos.

Porém… e quando o bloqueio não é um erro da máquina, mas sim algo intencional?

É o que está acontecendo agora: o Youtube está numa saga para não apenas combater o terrorismo, mas para relativizar a liberdade de expressão que deu voz a muitas pessoas e impulsionou este site ao sucesso.

Isso porque, de acordo com sua postagem em seu blog, os vídeos atingidos 1) perderão a monetização, 2) deixarão de aparecer entre os vídeos recomendados e 3) não poderão mais receber comentários e nem curtidas.

Em outras palavras, esses vídeos estarão jogados no limbo do Youtube, de modo que suas existências não sejam sequer notadas.

Assista ao vídeo acima para informações mais completas.

Avalie este post!

0

Nota total

Agradecemos a sua avaliação!

User Rating: 5 ( 1 votes)

Sobre Alysson Augusto

É graduando em Filosofia pela PUCRS, professor de ensino médio e faz vídeos para o Youtube (conheça aqui). Acredita na importância de pensar o mundo eticamente, e por isso vê potencial no GEDbioética.

VEJA TAMBÉM

Kevin Spacey, protagonista de House of Cards, é demitido da série da Netflix.

Netflix, Santander e TV Globo: o boicote dos empresários

Netflix demitindo Kevin Spacey, protagonista da famosa série House of Cards; Banco Santander cancelando a …